Sob investigação, Eduardo Cunha vai a culto na Câmara com participação de Aline Barros ~ .

Projeto semeadores da palavra.

A nossa rede radio gospel ao vivo esta a mais de 6 anos no AR levando a palavra do Senhor e ganhando almas para o reino de Deus. Precisamos de sua ajuda para manter esta Rádio 24 no AR e manter todos os serviços no AR.Você pode saber mais sobre esse projeto através do nosso WhatsApp (082) 98820-2662

Sob investigação, Eduardo Cunha vai a culto na Câmara com participação de Aline Barros

| |
Sob investigação, Eduardo Cunha vai a culto na Câmara com participação de Aline Barros
O deputado federal Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, participou do culto organizando pela Frente Parlamentar Evangélica (FPE) em um dos auditórios da Casa na última quarta-feira, 26 de agosto.
Cunha participou do culto e sentou-se ao lado da cantora Aline Barros, que foi convidada pela FPE (popularmente conhecida como bancada evangélica) para se apresentar na celebração.
Os cultos organizados pela bancada evangélica na Câmara são realizados todas as quartas-feiras, e geralmente usam uma das salas do corredor de comissões. No entanto, com a presença de Aline Barros, a presença de parlamentares e servidores evangélicos aumentou consideravelmente, e por isso, a celebração foi transferida para o auditório Nereu Ramos.
Aline Barros foi ao culto acompanhada do marido, o pastor e ex-jogador de futebol Gilmar dos Santos. A realização de celebrações religiosas é uma das tradições da Casa do Povo, como a Câmara é também conhecida, e reuniões de outras religiões são realizadas frequentemente no local.
De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, Eduardo Cunha participou do culto apenas como expectador, sem fazer nenhum pronunciamento. Durante uma oração, deu as mãos com as pessoas que o ladeavam.
O colega de Parlamento, deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) – que é pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) – comentou a presença de Cunha, que inicialmente participaria de uma reunião com a Frente Parlamentar Ambientalista: “O presidente ficou sentado em baixo, participando do culto. Ficou até o final e depois levei a Aline e o Gilmar no gabinete da presidência. O presidente costuma ir de vez em quando, não vai mais por causa da agenda. Estamos pensando em trazer, mensalmente uma atração”, afirmou Cavalcante ao jornal O Globo.
Atualmente, Eduardo Cunha vem sendo investigado pelas denúncias de recebimento de propina no esquema do petrolão. Uma parte dos US$ 5 milhões que supostamente ele teria recebido foi repassada pelo lobista Júlio Camargo a uma filial da Assembleia de Deus Madureira, em Campinas.

 Forte: Gospel+

Tecnologia do Blogger.