Cristãos paquistaneses são libertos da acusação de blasfêmia ~ .

Projeto semeadores da palavra.

A nossa rede radio gospel ao vivo esta a mais de 6 anos no AR levando a palavra do Senhor e ganhando almas para o reino de Deus. Precisamos de sua ajuda para manter esta Rádio 24 no AR e manter todos os serviços no AR.Você pode saber mais sobre esse projeto através do nosso WhatsApp (082) 98820-2662

Cristãos paquistaneses são libertos da acusação de blasfêmia

| |
Eles foram falsamente acusados de vender fogos de artifícios feitos com folhos do Alcorão
Cristãos paquistaneses são libertos da acusação de blasfêmia

O site da Portas Abertas divulgou a soltura dos cristãos Arif Masih e Tariq Masih, que estavam presos no Paquistão acusados de blasfêmia. De acordo Associação para o Desenvolvimento Legal de Evangélicos (LEAD) os homens foram absolvidos das acusações de que eles teriam desrespeitado o Alcorão.
A decisão foi feita pelo Tribunal do juiz Iftikhar Husain Cheema, de Wazirabad, uma cidade do Paquistão. Ao que parece, os dois homens, que são irmãos, vendiam fogos de artifício para ter uma renda extra e um cliente muçulmano adquiriu fogos para o casamento em outubro de 2013 e os artefatos não funcionaram corretamente.
A queixa diz que os homens usaram páginas do Alcorão para fabricar os fogos, mas durante o processo as testemunhas foram ouvidas e os cristãos foram libertados.
“O nosso colega Nadeem Masih, um advogado cristão, trabalhou diligentemente e concordou com as queixas das vítimas, ouvindo as testemunhas e, com a ajuda da família, obteve declarações em favor dos dois homens. Suas declarações foram consideradas pelo tribunal e eles foram liberados”, relatou o LEAD.
O Paquistão tem uma das leis mais severas que atingem os não-muçulmanos que a lei da blasfêmia que pode condenar os acusados à morte.  A lei é usada para qualquer insulto religioso e muitas vezes é usada para incriminar desafetos, principalmente quando esses são cristãos.
Tecnologia do Blogger.